Bio Menu

Busca

Sobre o blog

Alimentar-se representa muito mais que apenas ingerir carboidratos, lipídios, proteinas, vitaminas e minerais. Significa relação social, afinal as pessoas comemoram, prazer, indulgencia etc. Neste Blog temos por objetivo discutir todas as faces dos nutrientes e como podemos estabelecer uma ingestão alimentar saudável sem abrir mão do prazer. Com isso pretendemos propor a você pequenas mudanças que farão diferenças importantes na sua vida, venha conosco.

Categorias

Histórico

23/04/2012

Doce não é sinônimo de carboidrato

Frequentemente ouvimos. “Doce engorda”. Geralmente as pessoas que fazem esse comentário associam o sabor doce com alimento rico em carboidrato. Esse pode ser um erro importante. Usando dois alimentos normalmente chamados de doces e associados a carboidratos em sua composição teremos o chocolate e o chantili. O primeiro fornece para 100gramas 560 kcal dos quais 49% é gordura. O chantili que fornece para 100gramas 270 kcal possui 75% dessa energia em gordura logo são doces e fontes de gordura, não de carboidrato. Essa confusão pode gerar um problema de associação bastante equivocado, pois ao entender que doce é igual a carboidrato e que doce engorda não será difícil associar o consumo de pão, massas e cereais a carboidratos e o pensamento será automático, “engorda”. Assim antes de pensar em carboidrato, lipídio e proteína de qualquer alimento observem o rótulo dos produtos. Assim, além de aprender a composição dos alimentos teremos maior sucesso na compreensão do porque engordamos. Esse procedimento de conhecimento da composição dos alimentos foi realizado nos Estados Unidos onde as crianças nas escolas eram orientadas a ler os rótulos dos alimentos que escolhiam. O resultado foi marcante. Parte dessas crianças influenciou seus pais nas compras nos supermercados solicitando alimentos com menor teor de gordura, sódio e mais fibras. Recentemente um estudo Espanhol apresentou estratégia lúdica de informação nutricional para crianças por meio de jogos online. Da mesma forma o resultado foi positivo para a reeducação alimentar.

Faça escolhas dos alimentos pelo sabor, porém observando a sua composição. Assim mesmo se sua escolha for alimentos ricos em gordura seu consumo será consciente.

Leia mais em: Efficacy and acceptability of an Internet platform to improve the learning of nutritional knowledge in children: the ETIOBE mates R. M. Baños, A. Cebolla, E. Oliver, M. Alcañiz, and C. Botella Health Educ. Res., Apr 2012; 10.1093/her/cys044. A Structural/Strategic Lens in the Treatment of Children With Obesity Kathryn E. Jones, Cassandra L. Lettenberger, and Katharine Wickel The Family Journal, Jul 2011; 19: 340 - 346

Por Antonio Herbert Lancha Jr. às 22h48

Ir para UOL Ciência e Saúde

Sobre os autores

Ana Carolina Garcia

Graduação em Nutrição - USP, especialista em Nutrição Aplicada ao Exercício Físico pela Escola de EEFE - USP e especialista em Nutrição Humana Aplicada e Terapia Nutricional pelo IMeN. Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Antonio Herbert Lancha Jr.

Graduação em Educação Física – USP Especialização em Fisiologia do Exercício – UNESP Mestrado e Doutorado em Nutrição Experimental – USP Pós- Doutorado em Medicina Interna – Washington University Professor Titular de Nutrição Aplicada à Atividade Física – USP Coordenador do Grupo de Nutrição do Vita Diretor da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Camila Freitas

Graduação em Nutrição - USP

Pós-Graduação em Gastronomia

Responsável pela área de nutrição das academias Reebok (SP)

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Carla di Pierro

Graduação em Psicologia - PUC SP

Especialização em Psicologia do Esporte - Instituto Sedes Sapientiae

Especialização em Clínica Analítico Comportamental - Núcleo Paradigma

Aprimoramento em Terapia Comportamental Cognitiva - Amban HCFMUSP

Psicóloga da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Desire F. Coelho

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo

Graduação em Esporte - USP

Mestrado em Educação Física - USP

Doutoranda pelo Instituto de Ciências Biomédicas - USP

Aprimorando em Transtorno Alimentar pelo AMBULIM HC-FMUSP

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Luciana O. P. Lancha

Graduação em Nutrição e Esporte – USP Mestrado em Bioquímica – UNICAMP Doutorado em Ciências Biomédicas - USP Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Luiz Augusto Riani Costa

Graduação em Medicina – UNICAMP

Pós-graduação em Medicina Esportiva e Fisiologia do Exercício – USP

Doutorando em Fisiopatologia – EEFE/HCFMUSP

Diretor Clínico do setor de Cardiologia dos Laboratórios

Diagnósticos da América (DASA)

Fisiologista do Vita

Médico da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Marco D. Leme

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo

Graduação em Eng. de Alimentos - Instituto Mauá de Tecnologia

Nutricionista do Grupo de DOR - IOT HCFMUSP e da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Patrícia Campos-Ferraz

Graduação em Nutrição – USP

Mestrado em Ciências dos Alimentos – USP

Doutorado em Biologia Funcional e Molecular pela UNICAMP

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Renata C. Sardinha

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo. Nutricionista do Bio Menu Congelados Saudáveis


Rodrigo Ferraz

Graduação em Educação Física - USP

Especialização em Treinamento Desportivo - UNIFESP/EPM

Especialista em Prevenção de Lesão e Treinamento em Pacientes Oncológicos

Preparador Físico da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida