Bio Menu

Busca

Sobre o blog

Alimentar-se representa muito mais que apenas ingerir carboidratos, lipídios, proteinas, vitaminas e minerais. Significa relação social, afinal as pessoas comemoram, prazer, indulgencia etc. Neste Blog temos por objetivo discutir todas as faces dos nutrientes e como podemos estabelecer uma ingestão alimentar saudável sem abrir mão do prazer. Com isso pretendemos propor a você pequenas mudanças que farão diferenças importantes na sua vida, venha conosco.

Categorias

Histórico

16/11/2011

A IMPORTÂNCIA DO PROFESSOR, TREINADOR E PERSONAL NA ADESÃO À ATIVIDADE FÍSICA

 

 

Muitos acham que pra se exercitar basta força de vontade, sim ela é muito importante mas é um fator dentre vários outros que facilitam a motivação para realizar atividades físicas. Estudos recentes mostram que os profissionais que trabalham com atividade física: professores, treinadores e personais, são fundamentais para que o aluno sinta-se motivado à voltar na próxima aula.

Para conseguir a adesão de seus alunos os profissionais devem aprender a manipular variáveis que interferem no comportamento das pessoas e através de um programa com estabelecimento de metas, podem facilitar o controle de algumas dessas variáveis para que pessoas possam iniciar uma vida mais saudável com a prática de atividades físicas regulares.

São inúmeras as mudanças que um programa bem planejado e organizado pode produzir, tais como: começar pelo que a pessoa é capaz de realizar, adequar o número de repetições para facilitar a aprendizagem, as mudanças na interação com o professor de educação física ou quem o acompanha na prática, aumentando a possibilidade de feedback positivo, bem como alterar o ambiente social, incluindo diversão e amigos na prática de atividade física.

Para ajudar o aluno a iniciar uma atividade física é importante olhar para o que está associado ao exercício que é aversivo e o manteve sedentário até o momento (ex; dor, suor, desconforto, ambiente da academia e etc..) e tentar retirar ou amenizar os efeitos destes fatores na rotina da atividade física, através de propostas criativas e de acordo com a necessidade particular de cada aluno.

Também parece ser efetivo, o registro diário dos resultados em direção à meta de se exercitar, seja numa agenda particular ou num gráfico com escores e porcentagens no computador. Estes registros podem ajudar a pessoa a perceber seu desempenho de maneira objetiva e auxiliam o professor, treinador ou personal a revisar as metas junto com a pessoa, fornecendo instruções específicas para o que deve ser aprimorado, aumentando a probabilidade de fornecimento de elogios quando há melhora e de encorajamento quando não há.

A programação de consequências positivas (feedback positivo) e contingentes ao comportamento do aluno que se deseja aderir a atividade física é fundamental. Para isso, o professor  deve investigar o que é importante para a pessoa (elogio, interação com pares, estimulação sensorial, aprovação, etc...) e aplicar o feedback positivo assim que perceber um comportamento que ele deseja fortalecer, ex: se é um aluno que gosta de aprovação, elogiar quando ele conseguir aprimorar um movimento que está sendo ensinado.

Concluindo, a participação do professor de educação física, treinador, técnico ou personal é especialmente necessária para a adesão e manutenção do comportamento do praticar atividades físicas, já que na maioria das vezes eles são os responsáveis pela manutenção do ambiente onde acontecerá a prática, através da sistematização dos exercícios, organização das etapas de evolução da atividade, e o fornecimento do feedback nos progressos, assim como a reformulação das metas quando necessário. E será através de uma relação saudável e positiva entre professor e aluno que se darão os avanços e se alcançarão os objetivos estabelecidos.

BOAS AULAS!!

Carla Di Pierro – psicóloga do esporte

www.carladipierro.com.br

 

Referência Bibliográfica

DI PIERRO, C.F (2011) Algumas reflexões analítico-comportamentais sobre o estabelecimento de metas na adesão e manutenção da prática de atividade física. Monografia apresentada para conclusão de especialização em clínica analítico-comportamental. Núcleo Paradigma. São Paulo.

Por Carla di Piero às 11h59

Ir para UOL Ciência e Saúde

Sobre os autores

Ana Carolina Garcia

Graduação em Nutrição - USP, especialista em Nutrição Aplicada ao Exercício Físico pela Escola de EEFE - USP e especialista em Nutrição Humana Aplicada e Terapia Nutricional pelo IMeN. Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Antonio Herbert Lancha Jr.

Graduação em Educação Física – USP Especialização em Fisiologia do Exercício – UNESP Mestrado e Doutorado em Nutrição Experimental – USP Pós- Doutorado em Medicina Interna – Washington University Professor Titular de Nutrição Aplicada à Atividade Física – USP Coordenador do Grupo de Nutrição do Vita Diretor da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Camila Freitas

Graduação em Nutrição - USP

Pós-Graduação em Gastronomia

Responsável pela área de nutrição das academias Reebok (SP)

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Carla di Pierro

Graduação em Psicologia - PUC SP

Especialização em Psicologia do Esporte - Instituto Sedes Sapientiae

Especialização em Clínica Analítico Comportamental - Núcleo Paradigma

Aprimoramento em Terapia Comportamental Cognitiva - Amban HCFMUSP

Psicóloga da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Desire F. Coelho

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo

Graduação em Esporte - USP

Mestrado em Educação Física - USP

Doutoranda pelo Instituto de Ciências Biomédicas - USP

Aprimorando em Transtorno Alimentar pelo AMBULIM HC-FMUSP

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Luciana O. P. Lancha

Graduação em Nutrição e Esporte – USP Mestrado em Bioquímica – UNICAMP Doutorado em Ciências Biomédicas - USP Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Luiz Augusto Riani Costa

Graduação em Medicina – UNICAMP

Pós-graduação em Medicina Esportiva e Fisiologia do Exercício – USP

Doutorando em Fisiopatologia – EEFE/HCFMUSP

Diretor Clínico do setor de Cardiologia dos Laboratórios

Diagnósticos da América (DASA)

Fisiologista do Vita

Médico da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Marco D. Leme

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo

Graduação em Eng. de Alimentos - Instituto Mauá de Tecnologia

Nutricionista do Grupo de DOR - IOT HCFMUSP e da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Patrícia Campos-Ferraz

Graduação em Nutrição – USP

Mestrado em Ciências dos Alimentos – USP

Doutorado em Biologia Funcional e Molecular pela UNICAMP

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Renata C. Sardinha

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo. Nutricionista do Bio Menu Congelados Saudáveis


Rodrigo Ferraz

Graduação em Educação Física - USP

Especialização em Treinamento Desportivo - UNIFESP/EPM

Especialista em Prevenção de Lesão e Treinamento em Pacientes Oncológicos

Preparador Físico da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida